quinta-feira, setembro 04, 2008

17 a 21/01/2007 - Argentina – Corrientes e Buenos Aires



Após os três dias de permanência no Parque Estadual do Espinilho no RS, nos dirigimos para a Argentina com o objetivo principal de passar por Corrientes para verificar in loco o tipo de fitofisionomia existente lá, uma vez que a área é conhecida por abrigar uma importante população de cardeal-amarelo na Argentina. A formação tipo parque domina a paisagem de Corrientes tornando a conformação do habitat do cardeal-amarelo muito semelhante à que encontramos no PEE e na região de Herval. Como não conseguimos contactar nenhum pesquisador argentino para nos acompanhar a campo, desistimos da idéia de coletar amostras de sangue e anilhar exemplares de cardeal-amarelo. Seguimos então para Buenos Aires, onde fizemos contato com ornitólogos da ong Aves Argentinas – AOP com o objetivo de buscar o intercâmbio de informações e de esforços conservacionistas para tentar firmar alguma parceria para a pesquisa de Gubernatrix cristata na Argentina. Após, realizamos uma visita à coleção de peles de G. cristata do Museo Argentino de Ciencias Naturales Bernardino Rivadavia (MACN), onde houve o reconhecimento da coleção de 42 peles de G. cristata. A partir do conhecimento das localidades encontradas e datas de captura de G. cristata, foi possível montar em uma planilha do Excell todas as peles existentes até a ocasião na coleção e, dessa forma, eleger quais amostras seriam mais interessantes de terem seu DNA extraído. Com a colaboração do curador da coleção de aves do MACN, Dr. Pablo Tubaro, recebemos 8 amostras de tecidos de cardeal-amarelo da coleção, cada uma representando uma localidade diferente onde a espécie foi coletada. Esperamos, com a colaboração do prof. Dr. Juan Carlos Reboreda da UBA, o recebimento de mais amostras de tecidos de cardeal-amarelo da região de La Pampa, outra área conhecida por abrigar uma importante população da espécie e que não fora visitada nesta expedição devido a inviabilidade econômica e logistica. Há muito ainda para se fazer com relação ao cardeal-amarelo na Argentina. Após todas as buscas, tanto em literatura quanto em campo, temos a localização correta de 70% das populações selvagens da espécie no país vizinho.

Nenhum comentário: